domingo, 8 de novembro de 2009

Da Brodway para a telona


O grupo musical Abba vendeu mais de 350 milhões de discos nos anos 70 e assim marcou toda uma geração. O mesmo sucesso teve o espetáculo musical Mamma Mia! , baseado nas canções do grupo. A diretora Phyllida Lloyd, também diretora do espetáculo, levou para as telas esse contagiante musical.

A história é simples, alegre e improvável, se passa na Grécia onde Donna ( a sempre ótima Meryl Streep) é proprietária de uma pousada e está nos preparativos do casamento de sua filha que criou sozinha. Sua filha convida três antigos namorados de sua mãe para a cerimônia, acreditando que um deles seja seu pai: Sam, Bill e Harry ( respectivamente Piece Brosnan, Stellan Skangard e Colin Firth). Eles desembarcam na ilha juntos e assim começam os encontros e desencontros que agitam a trama, que fala sobre amor na meia-idade e relação entre mãe e filha sempre embaladas com grandes sucessos do “Abba”, como Dancing Queen, Tanke a Chance on Me, I Have a Dream, entre outros. O filme resgata essas canções que embalaram uma geração com apresentações alegres e muitas vezes emocionantes, e traz um frescor de alegria contagiante.

A recordista de indicações ao Oscar, Meryl Streep, arrasa mais uma vez, só que desta vez com um papel bem mais leve e jovial do que os seus outros grandes papéis, como a chefe durona de O Diabo Veste Prada. Também temos Piece Brosnan, que com certeza fica muito melhor como 007 do que cantando e dançando, mas isso é apenas um detalhe para um filme que emociona, contagia, alegra e faz cantar e dançar!




P.S.: Resenha escrita já faz alguns meses para a disciplina de Produção Textual Acadêmica do curso de Letras - Língua Portuguesa e Literatura. Decidi posta-la para continuar no ritmo dos musicais, visto que meu último post foi sobre Glee.

4 comentários:

мαησeℓα disse...

Nossa muito bem escrito Bru...
Eu não vi o filme inteiro, mas em partes sim, e gostei... Seu texto extrai a principal e a melhor ideia do filme...
Adorei =D
Beijos

FLORES, Ju disse...

Sei todas as músicas de cor, Abba é demais. *-*
Boa resenha, Bru :D

Jeeh Carvalho disse...

A resenha tah muito bem feita!
eu gostei!

mais esse musical, pra mim foi mais um besterol! n gostei não!


seu Blog tah mtu legal, parabens!

=DDD

railer disse...

a meryl é muito boa atriz. ela muda de personagens completamente diferentes e a gente nem fica com a lembrança do anterior.

gostei muito de mamma mia! (gosto muito de abba)