sábado, 14 de novembro de 2009

Insistente Visitante

Ele insiste em me visitar, mesmo eu já tendo deixado claro que não gosto de sua visita. Noto que ele não faz isso só comigo, ele visita a maioria das pessoas. Visita-me geralmente aos domingos, mas às vezes ele passa também durante a semana. Ele me faz lembrar de coisas que eu quero esquecer. Faz-me lembrar de pessoas que não lembro mais. Ele me faz achar que minha vida é um nada, que estou sozinho e perdido no mundo. Faz-me pensar em coisas sobre as quais eu não deveria jamais pensar. Ele me traz o aborrecimento e o desgosto. Traz-me a vontade de dormir, mas também a insônia. não quer que eu sonhe; mas insiste que eu passe a vida dormindo, num sono sem sonhos. Quando ele está aqui não tenho vontade de fazer nada, mas tenho muita vontade de fazer algo que não sei o que é. Ele me faz perder as esperanças de que, um dia, Godot finalmente irá chegar. Ele quer que eu antecipe meu final feliz. Ele é o grande assassino de jovens e adolescentes.

12 comentários:

Bruno disse...

Fica dica pra assistirem o filme "Pacto de Morte"

Tayse Marques disse...

Ele me visitou ontem... De imediato me despertou uma angústia, uma enorme falta de não sei o que,uma vontade que o dia acabe. Espero que quando alcançar o tão desejado equilíbrio, essas visitas não venham me atormentar...

Beijos ^^

FLORES, Ju disse...

Multiplas interpretações, adoro.
Acho que ele não tem cura ou repelente, nem se eu encontrar o equilíbrio, me salvaria. Ele é constante e inconstante. E ainda chega de surpresa, imortal, acho.
BJS

railer disse...

caramba... cuidado!

Rochelle disse...

A lembrança faz parte do esquecimento!
Quando críticas já não são mais novas provocações já não fazem efeito!
Quando já não há assunto...A MORTE esta chegando... pra amores, pra horrores.
Dai perde a graça aquele mundo de palavras que antes faziam tanto sentido, agora já não fazem diferenças...
dai parabéns essa morte ta ai tão perto que só quem ainda perde tempo em comentários repetivos e pouco inteligentes é que não PERCEBEU essa MORTE do seu existir... para alguém que o almou, em sonhos lindos.
Sonhos que irão se realizar em alguém interessante, inteligente e fascinante.
O aborrecimento é morte...
O desgosto é morte...
A falta de originalidade é inexistência para um insignificante.
Agora chegou seu início de felicidade que veio seguido de um final infeliz.
Te curto beijuus cunha Rochelle Lamêgo

Rochelle disse...

Poh errata- repetitivos-
e não repetivos.
kkkkk
almou esta certo amor de toda alma
hahaah

disse...

Espero que não me visite por mais um bom tempo. Fecharei minha porta. hahaha

MUITO BOM!
adorei, mesmo mesmo. :D :D

beijinhoo

Danielly disse...

Bruno!! Você é a inspiração que muitas pessoas gostariam de ter.
A inspiração de ser uma pessoa limpa e tranparente, cheia de amor!
Beeeeijos te amo!

Carla Ruthes disse...

Boa garoto! Textos ótimos, sempre.

мαησeℓα disse...

Adoro o duplo sentido de teus textos...
Muito bom... além da interpretação ligada ao filme, entendi a outra difícil interpretação que tem seu texto...
Meus parabéns, mais um texto ótimo...
Desculpe a minha ausência repentina em seu blog, mas agora prometo não faltar mais... hehe
Beijos primo!

Lisiê disse...

Fiquei Arrepiada!

мαησeℓα disse...

apesar de você ter falado que não tem duplo sentido, a leitora doida aqui [rsrs] viu duplo sentido...
acho q faço isso em tudo que leio... vejo além do que esta escrito, e do q vc escreveu...
fazer o que... sua prima tem um estranho jeito de interpretar... kk
bjosss